AQUELE QUE VIVE DE SONHOS

AQUELE QUE VIVE DE SONHOS, É FELIZ E HONRADO!
Nossa cidade merece sorrir!
Através deste blog você fica conhecendo minhas idéias, meu trabalho e interage comigo, contribuindo para o meu crescimento pessoal e profissional! Sinta-se à vontade para comentar!Grato!
‎"Quem não pode atacar o argumento ataca o argumentador."

Este Blog dedica-se à política na esfera municipal em qualquer parte do país. Logo, casos de corrupção em nível estadual e federal estão disponíveis apenas no meu Facebook. Raramente trato deles aqui.
Me adicione no Facebook: Aldeir Félix Honorato
Siga-me no Twitter: @AldeirFHonorato

segunda-feira, 13 de junho de 2011

PARAÍBA DO SUL CHORA O TEMPO PERDIDO


Paraíba do Sul chora ao ver escapar de suas mãos talvez a maior e a última oportunidade de se industrializar: desejo da maioria dos Sul Paraibanos.
Com o fim dos incentivos fiscais da Lei Rosinha, por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), os empresários não mais pagarão alíquota reduzida de 2% do ICMS.
Soma-se a isso que Paraíba do Sul, tardiamente, resolveu promover incentivos municipais, além de, até hoje, não contar com um sistema integrado de apoio aos empresários, conforme Três Rios fez tão bem e que Levy Gaspariam, embora atrasado, ainda conseguiu sair na nossa frente.
Embora Paraíba do Sul seja a cidade mais propícia na região Centro-Sul Fluminense a uma vocação turística e agrícola, o sonho de se destacar no setor industrial da microrregião se esvaiu pelas nossas mãos.
Preocupados com o assistencialismo populista e focados no "embelezamento" do município, gerações de prefeitos e vereadores negligenciaram o futuro da população sul paraibana.
Na história recente, desde a Sanção da Lei Rosinha, em décadas Paraíba do Sul não via uma chance tão grande de se desenvolver economicamente.
Os conflitos políticos entre situação e oposição e as vaidades pessoais de muitos “representantes”, além da falta de preparo de vários, somados à cultura patrimonialista e fisiológica que dominou a esfera política de nossa cidade, fez com que ficássemos a “ver navios”. Mais preocupados com o ego e o bolso, desperdiçaram diversos momentos históricos. Claro que o povo tem grande parcela de responsabilidade ao longo de gerações.
Hoje, no entanto, brada nos lábios de muitos sul paraibanos que suas esperanças encontram-se depositadas em Três Rios.
Não sentem eco de seus anseios nos poderes executivo e legislativo.
Salvo honrosas exceções de jovens dinâmicos e com visão de futuro, o que sobra são dinossauros vivos de um tempo que merece ficar no passado, porém não esquecido, para que saibamos que ele não pode voltar.
Vejo com esperanças pessoas novas na idade e na mentalidade que almejam extirpar de vez os ares da República Velha de nossas terras.
Ainda falta a compreensão de que um governo não deve apenas não roubar. Ele também não pode deixar que roubem. De que corrupção não é só ilicitude e improbidade; é também o desvio de prioridades.
Ansiamos que 2012 nos traga a surpresa da novidade! Não a novidade de nomes, simplesmente. E sim, a novidade do fazer diferente, do ser portar politicamente com dignidade frente ao povo que os elegeu.
Somos consumidos pelo pessimismo que se abateu. Entretanto, como um corpo convalescente, devemos reagir e recuperar nossa saúde por direito.
Não basta a voz de protesto, que muitas vezes se esvazia de efeito ao atingir ouvidos insensíveis e orgulhosos.
É preciso, sobretudo, atitude social!
Se você se encontra inconformado, seja um alto-falante ambulante a incomodar a amplificar o som de um novo tempo!

2 comentários:

Jorge Barbosa (Careca) disse...

Meu caro Aldeir.

A muito não vejo um manifesto tão fundamentado e lógico no seu teor, se me permite, gostaria muito de publicá-lo em meu blog, tenho certeza de que todo o corpo do texto reflete a nossa situação política.
Meus sinceros parabéns!
Um forte abraço!
Careca

Aldeir Félix Honorato disse...

Olá Careca! Obrigado! Pode publicar sim. Abraços!